quinta-feira, 12 de março de 2015

"Há vida para além da massa de atum #44" - Chutney de Cebola Roxa e Vinho do Porto // Red Onion & Port Wine Chutney


Fazer compotas, chutneys e outras coisas tais é sempre, a meu ver, uma ótima forma de pouparmos dinheiro, não só porque evitamos ter de comprar essas conservas fantásticas, mas também porque são uma excelente forma de aproveitarmos excessos que tenhamos por casa, seja de fruta ou de legumes! E nem sempre dão trabalho ou precisam de muito tempo de preparação! E esta receita hoje é, aliás, um ótimo exemplo disso, porque está pronta em menos de nada! Para além disso, todas estas coisinhas são um presente caseiro mais do que perfeito! :)  
E, por isso, um Chutney encaixa-se mais do que bem em mais uma quinta-feira do "Há vida para além da massa de atum"! :)  E, como o Dia do Pai está mesmo aí a chegar, nada melhor do que vos deixar esta sugestão tão simples, mas tão, tão saborosa, para presentearem esse homem da vossa vida!! :) Se lhe juntarem um bom queijo e uma garrafa de vinho tinto, não há como resistir!! :D
Não se esqueçam de passar lá pela cozinha da Ovelha Negra que aposto que ela nos traz hoje mais uma das suas aventuras culinárias de ficarmos a babar!! ;)


*For English version, please use the Translate button on the right side*


Ingredientes: 
1 cebola roxa grande ou 2 mais pequenas, cortadas finamente em rodelas ou meias-luas
Açúcar
Vinagre de vinho branco
Vinagre balsâmico
1 cálice de vinho do Porto
Sal e pimenta q.b.



- Colocar num tacho as rodelas de cebola, juntamente com 3 colheres de sopa de açúcar, 2 colheres de sopa de vinagre de vinho branco e uma colher de sopa de vinagre balsâmico. Temperar com uma pequena pitada de sal e pimenta.


- Envolver tudo e levar ao lume, deixando que aqueça gentilmente, mexendo com alguma frequência. Quando estiver a ferver e o molho começar a engrossar, adicionar o vinho do Porto e deixar cozinhar por mais alguns minutos, até que a mistura volte a espessar mais um pouco. 


- Nessa altura, adicionar cerca de 3 a 4 colheres de sopa de água quente e deixar cozinhar até que comece a engrossar novamente. Provar o preparado e decidir, consoante o vosso gosto, se necessita de mais um pouco de açúcar ou de vinagre, caso o queiram um pouco mais para o doce ou para o ácido. 



- Ir adicionando sempre, aos poucos, algumas colheres de água quente, até que a cebola esteja bem cozinhada e o chutney adquira um sabor bem apurado e tenha uma consistência espessa, mas não em demasia (o meu chutney normalmente fica pronto, com a cebola bem cozinhada, em cerca de 15 a 20 minutos, em lume baixo).


- Desligar o lume e colocar o chutney quente dentro de um frasco esterilizado, também ele quente. Deixar arrefecer e servir no próprio dia ou no dia seguinte. Caso queiram conservar o chutney, basta que encham os frascos quentes com o chutney quente, fechem e o conservem num local fresco e seco. O chutney é, regra geral, algo que, quando bem feito e selado, se conserva durante bastante tempo. O meu último frasco, mesmo depois de aberto, ainda se conservou 3 semanas no frigorífico.

8 comentários:

  1. realmente é sempre bom para poupar nos dias que andamos, ficou 5*.


    www.ocantinhodosgulosos.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É bem verdade. E com bem pouco normalmente conseguimos fazer muito, o que é sempre ótimo :P
      Obrigada :)

      Eliminar
  2. OMG olha nós a sermos muito ET's e as pessoas a pensarem que combinamos! Tu com chutney, e eu com sweet chilli - coisas que normalmente se compram mas que nós fazemos em casa para aproveitar o que há, que são fáceis de fazer e que se guardam em frasquinhos! Adoro causar o caos :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ET's spreading the chaos across Portugal and UK :D ahahahah

      Eliminar
  3. Já fiz com cebola normal, mas com roxa deve ficar muito melhor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu prefiro a roxa sem dúvida Marisa, fica mesmo uma maravilha :)

      Eliminar
  4. Nunca fiz chutney...mas de cebola roxa deve ser mesmo bom! :)*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens de experimentar Marlene! Eu adoro chutney!! Acho que não te vais arrepender ;) Umas tostas com um bom queijo e uma colherada generosa de chutney caseiro?! É de ir aos céus :D

      Eliminar